Cuidadores transitórios: para cuidados não permanentes

Uma intervenção cirúrgica delicada requer maior repouso, atenção e cuidados especiais, bem como um quadro médico que expressa cautela. Em certos casos, a pessoa enferma ou que passou por uma cirurgia não é autorizada a ter independência para fazer atividades do dia a dia ou que estejam relacionadas à sua recuperação, já que se trata de algo até pode ser prejudicial ao período, que deveria ser de descanso para que o paciente possa voltar normalmente ao seu cotidiano. 

Em casos de pós-operatório delicado, deve-se considerar a possibilidade de contratar um profissional especializado em cuidados, mas que seja transitório, oferencendo seus serviços apenas durante o tempo da recuperação, até que o paciente possa fazer as mesmas tarefas por si.

Diferente do cuidador de idosos, o cuidador para fins de recuperação não atende apenas a uma faixa etária específica, todas as idades podem precisar de seus serviços em algum momento. Mesmo que se trate de uma pessoa jovem e cheia de energia, precisará de ajuda para evitar esforços desnecessários durante o tempo em que se recupera de algum procedimento cirúrgico ou doença.

Procedimentos cirúrgicos que demandam cuidados de terceiros:

  • Cirurgias oncológicas;
  • Cirurgias cardíacas;
  • Procedimento ortopédicos.

5 cuidados fundamentais pós-cirurgia

Funções 

O profissional especializado para melhor oferecer os cuidados durante o pós-operatório, cuidará do mais básico, como afeto e atenção, até situações mais complexas durante a recuperação do paciente como dar banho e vesti-lo, caso seja necessário.

Outras funções do cuidador:

  • Alimentação do paciente;
  • Higiene do paciente;
  • Medicar o paciente de acordo com a prescrição nos horários corretos;
  • Estar alerta a possíveis pioras no estado do paciente;
  • Ser um braço direito da equipe médica e seguir o que for recomendado;
  • Manter familiares e equipe médica informados.

Diferentes necessidades

Como já foi explicado, os cuidadores transitórios não se limitam apenas a pacientes de pós-cirúrgico, pessoas que sofreram acidentes ou passaram por uma doença que deixou algum tipo de sequela também podem ser ajudadas por um profissional da área.

A função do cuidador transitório pode ser realizada tanto em casa, quanto durante uma internação, assim como é o trabalho do cuidador permanente. 

Quem também pode precisar de um cuidador não permanente: 

  • Vítimas de acidentes;
  • Pessoas lesionadas em quedas;
  • Vítimas de AVC com sequelas ligeiras ou graves;
  • Pacientes com doenças cardiovasculares ou respiratórias.

A importância de um profissional qualificado

Deixar a responsabilidade de cuidar de alguém em recuperação com a família, pode trazer conflitos de horários e transtornos pelos quais o paciente não precisa passar. Ter alguém com todo seu horário de trabalho dedicado ao paciente, traz tranquilidade para todas as partes. 

Contar com um cuidador profissional assegura uma recuperação sem riscos e livre de novos problemas, com o auxílio de uma pessoa qualificada ao dispor de quem mais precisa. 

A Amor e Cuidado prepara e oferece os serviços de profissionais que estão prontos para atender às necessidades de qualquer idade, independentemente da razão pela qual a pessoa está acamada. Embora a ajuda seja na maioria das atividades necessárias para seguir com o dia a dia, o objetivo do cuidador é ajudar o paciente a recuperar sua autonomia durante o tempo de recuperação. 

Entre em contato com a Amor e Cuidado e atravesse esse momento delicado com mais segurança. 

Comentários

Seja franquiado