A presença de um cuidador pode ser essencial na sua recuperação pós- cirúrgica

Independente da gravidade do procedimento, a presença de um profissional especializado pode fazer toda a diferença para o conforto e a saúde do paciente operado

Após a realização de uma cirurgia, é normal que os pacientes se sintam frágeis e debilitados.

As cirurgias são processos complexos, que exigem muitos cuidados especializados, devidamente orientados pelos médicos, para a garantia de uma boa recuperação.

Nesse período, o paciente pode estar sujeito a dor e ainda pode existir o risco de alguma infecção e outros tipos de complicações físicas de longo prazo.

Por isso, nessa fase de vulnerabilidade, a atenção de um cuidador pós-cirúrgico pode ser essencial para a reabilitação do recém-operado.

As funções do cuidador pós-cirúrgico

O período pós-operatório traz uma série de mudanças a vida do paciente.

Tarefas cotidianas, como um banho, por exemplo, deixa de ser um procedimento simples, que pode ser realizado de forma individual, e passa a ser um momento delicado, por conta dos riscos associados à cicatrização e aos curativos.

Além disso, o paciente recém-operado conta com desafios como a incapacitação de realizar grandes esforços e a debilitação do sistema imunológico.

Por conta disso, entre as principais atividades do cuidador pós-cirúrgico, está o suporte na realização de atividades cotidianas como a alimentação, locomoção, higiene, a administração de medicação e troca de curativos quando esse suporte é necessário.

Também estão previstas atividades de apoio à prevenção e reabilitação da saúde, com orientação de médicos, nutricionistas, fonoaudiólogos e fisioterapeutas.

Um bom cuidador pós-cirúrgico complementa os cuidados da família

Quando nós passamos por algum tipo de debilitação na saúde, é muito importante para o nosso bem-estar contar com uma rede de apoio, formada por pessoas emocionalmente próximas a nós.

Mas, ainda que bem-intencionada, muitas vezes, a presença de familiares ou amigos próximos nesse momento pode não ser suficiente para uma boa recuperação, pois essas pessoas nem sempre dispõe do conhecimento necessário.

A realização de uma cirurgia exige procedimento específicos para recuperação e é importante ressaltar que a realização de cuidados equivocados pode trazer sérios riscos à saúde do recém-operado.

Com a presença de um profissional, essa sobrecarga pode ser direcionada ao cuidador pós-cirúrgico, que conta com a capacitação necessária para enfrentar os desafios ligados a realização de uma cirurgia.

O cuidador pode estimular o diagnóstico rápido de complicações pós-cirúrgicas

Outro ponto importante é que o cuidador pós-cirúrgico tem o conhecimento e a experiência profissional adequada para notar quando alguma etapa de recuperação não vai bem, o que pode ser comunicado rapidamente aos médicos, prevenindo um dano à saúde do operado.

A presença de um cuidador pós-cirúrgico com especialização nesse tipo de assistência, pode gerar mais tranquilidade e segurança para as pessoas que se preocupam com o paciente, uma vez que as pessoas do seu círculo íntimo não precisam assumir esse risco.

Assim, os entes queridos do paciente, podem se sentir tranquilos e disponíveis para oferecer o suporte emocional e psicológico que o doente pode precisar nesta fase.

Comentários

Seja franquiado

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Para maiores informações acesse o nosso Aviso de Privacidade.