6 funções que não pertencem ao cuidador de idosos

Por estar em uma posição de grande responsabilidade, às vezes o cuidador acaba se equivocando ao achar que deve exercer outras funções diferente de cuidar da pessoa idosa, ou possuem algum superior mal informado que delega mais trabalhos do que deveria. Saiba agora mesmo cinco funções que não pertecem ao cuidador de idosos.

1. Serviços domésticos

Levando em consideração que você deve cuidar do bem-estar do idoso, parece lógico cuidar também da arrumação geral do espaço no qual a pessoa de idade reside, certo? Não poderia estar mais errado! Limpar a casa inteira e até mesmo cuidar da lavanderia da família não são responsabilidades do cuidador de idosos. Vale lembrar que ao cuidar da arrumação da casa, o profissional não estará de olho na pessoa longeva que, dependendo de sua condição, está suscetível a diversos riscos. 

2. Lavar todas as roupas do idoso

Como mencionado no tópico anterior, a lavanderia do idoso não deve ser colocada como função do cuidador. No máximo, caso o idoso suje a roupa durante uma refeição, ao urinar ou defecar, o cuidador será responsável apenas por aquela peça específica, precisando levá-la até a máquina de lavar ou deixá-la de molho. Já o guarda-roupa completo do idoso não deve ser colocado como responsabilidade do profissional.

3. Servir outras pessoas além de o idoso

O cuidador é responsável pelo idoso e apenas por ele, outros membros da família e visitas não demandam sua atenção enquanto profissional de cuidados. Nem mesmo aquele café ou chá da tarde é dever do cuidador, que está ali para assistir ao mais velho. 

4. Realizar procedimentos de enfermagem

Se você não é um profissional de enfermagem, não tente agir como um. Existem tarefas simples relacionadas à saúde da pessoa idosa que o cuidador pode empenhar, como lembrar os horários dos medicamentos, contar os remédios, acompanhá-lo em consultas médicas, entre outros. Mas algumas funções, só mesmo um profissional da área de enfermagem pode realizar, como por exemplo: aplicar injeções, trocar curativos de graves lesões, tratar de feridas que demandam cuidado especializado da área de saúde. 

5. Receitar remédios e tratamentos

Mais uma vez estamos diante da máxima de não realizar funções da área de saúde sem formação. Caso o idoso necessite de uma receita, deverá ser levado ao médico, neste momento a função do cuidador é acompanhar o idoso até a consulta e garantir que o remédio seja administrado na hora certa. Mesmo que o cuidador tenha noções básicas de saúde, o profissional só usará de seu conhecimento para perceber alterações na saúde da pessoa idosa e chamar o socorro quando necessário.

6. Passear com animais de estimação

Esta talvez seja a função que mais destoa do trabalho de um cuidador de idosos. O erro é óbvio: nada tem a ver com os deveres do profissional cuidar dos animais de estimação da família. Novamente, o cuidador estaria distante do idoso e não lhe daria a atenção necessária, o que pode resultar em acidentes com a pessoa da terceira idade por estar desassistida.

Comentários

Seja franquiado

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, otimizar as funcionalidades do site e obter estatísticas de visita. Para maiores informações acesse o nosso Aviso de Privacidade.